Exhibition

ExercŪcio Estrutural Nļ 7

ExercŪcio Estrutural Nļ 7

Outros Artistas

Individual Jo„o Cesar de Melo

Exerc√≠cio Estrutural N¬ļ 7 Jo√£o C√©sar de Melo

Arquiteto por forma√ß√£o, o trabalho de Jo√£o C√©sar de Melo tem como refer√™ncia a paisagem da cidade, atrav√©s de sua viv√™ncia urbana. Sua pinturas, em um primeiro olhar, podem ser lidas como abstratas, mas na verdade s√£o estruturas muito bem calculadas, indo e vindo num exerc√≠cio de equil√≠brio e desequil√≠brio constante, entre a ordem e a desordem. 

Jo√£o C√©sar de Melo trata cada tela como um exerc√≠cio estrutural, onde sempre se aventura em novas composi√ß√Ķes, com novos elementos e cores, tentando dramatizar as rela√ß√Ķes presentes em cada pintura, salientando grandes elementos apoiados em pequenas estruturas, conectados por singelas linhas. Cada cor tem um peso. Cada estrutura tem uma proje√ß√£o - assim como percebe-se na cidade, o tempo todo. 

A beleza est√° no drama. √Č dram√°tica a forma como a cidade se sustenta, como o transito se organiza, como a beleza de uma mulher se mostra - a probabilidade √© que tudo d√™ errado, explica Jo√£o C√©sar de Melo, que realizou em maio deste ano um grande mural do lounge da Vogue no Fashion Rio. 

Jo√£o C√©sar de Melo tem uma produ√ß√£o pequena e focada. Cada s√©rie √© composta de no m√°ximo 30 telas, pois para cada uma entrega-se a longos per√≠odos em que apenas desenha, rascunha as pinturas-estruturas que est√£o para serem produzidas. 

Para a exposi√ß√£o na Galeria Movimento, o artista pintou oito telas in√©ditas, pintadas em tinta acr√≠lica de parede, com tamanhos entre 1 m x 1m e 1,5 x 1,5 x 1,5m, continuando sua atual s√©ria Exerc√≠cio Estrutural n¬į7, que empresta o nome √† exposi√ß√£o. 

Sobre o artista: 
A arte manifestou-se em Jo√£o C√©sar de Melo dentro do curso de arquitetura da UFES (Universidade Federal do Esp√≠rito Santo), no final dos anos 90, como uma maneira alternativa de express√£o. Sempre muito ativo, o artista mineiro (mas que foi criado no Esp√≠rito Santo) percebeu que seus desenhos poderiam ser mais do que meros riscos no caderno. Passou ent√£o a convert√™-los em propostas de arquitetura em seus trabalhos acad√™micos e logo estava pintando e recebendo convites para exposi√ß√Ķes em Vit√≥ria e Belo Horizonte. 

Jo√£o C√©sar de Melo se dividiu entre o curso de arquitetura e pintura at√© o ano de 2006, quando seu formou e passou a se dedicar exclusivamente a arte. 

Participou de exposi√ß√Ķes coletivas no Brasil e Europa, tendo recebido men√ß√£o honrosa no Circuito de Arte Brasileira, de 2002, com exposi√ß√Ķes em Paris, Viena e no Museu Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro. 

Realizou tamb√©m exposi√ß√Ķes individuais, com destaque para Exerc√≠cio de Equil√≠brio n¬į01, aberta no Centro Cultural Telemar, Belo Horizonte, e para Pl√°stica Urbana, realizada na Casa Porto das Artes Pl√°sticas, em Vit√≥ria, quando exp√īs, al√©m de telas e fotografias, um mural de 26 metros de comprimento por 4 de altura, pintado dentro da galeria. 

Jo√£o C√©sar de Melo tem diversos murais expostos em todos os estados das regi√Ķes sul e sudeste, e tamb√©m no nordeste e at√© no Acre, quando pintou, a convite do governo daquele estado, um mural em uma concha ac√ļstica. 

Recentemente pintou também um mural do lounge da Vogue no Fashion Rio em maio de 2010.